segunda-feira, junho 06, 2005

Sweet Innocence

“Porque é k chove?”. Uma pergunta extremamente simples. Qualquer pessoa diria que se trata duma precipitação de gotas, diria que é o resultado de acumulação de H2O nas nuvens e por aí adiante… Qualquer destas respostas é plenamente aceite pela nossa sociedade como verdadeiras e não nos suscita grandes questões filosóficas ou coisa do género…
Há porem outras respostas mais interessantes…
“Porque é que chove?”, perguntaram à minha irmã. “Para regar a relva”, respondeu ela na sua maior ingenuidade ( :P ). Para regar a relva… E porque é que não há-de ser verdade?!? Porque é que não há-de chover apenas para regar a relva e as plantas?? Será assim tão difícil de aceitar…?
Neste mundo em que vivemos temos de decompor tudo à mais ínfima parte para racionalizar, para tornar plausível, aceite e justificável perante a ciência, esquecendo a hipótese que poderá apenas chover para regar as plantas só… Afinal de contas, antigamente, acreditávamos que apenas chovia porque era assim que Deus queria…
SIM!!! Acredito que chove para regar as plantas!

(risos)

Um dia, minha querida irmã, vão-te dizer a (?verdadeira?) razão pela qual chove e aí vai-se perder mais um bocado da magia. Vão-te dizer que chove pela razão menos encantada e mágica que poderias imaginar…

A ingenuidade é uma coisa engraçada… O mundo visto dos olhos duma criança deve ser uma coisa mágica, engraçada, cheia de cores e sem grandes complicações ( e ciência).

*Para a minha irmã um beijo do tamanho do mundo*

Sem mais aqui fico
Beijos e abraços (só para quem merece)

P.S. – para quem não sabe ela tem 4 anos. Lol :)

5 Comments:

Anonymous Just me... said...

Já gosto da tua irmã :)
Realmente, porque tentamos sempre explicar tudo cientificamente? Eu inclusivé...
Estranhei postares um texto assim... tou a ver k tal como eu andas a treinar a tua desracionalização :P Mas sim, o mundo deve parecer um lugar ainda mais interessante a uma criança... Talvez daí que elas tenham sempre aqueles grandes olhos abertos...

Sê feliz menino, continua a escrever aqui neste blog, que eu gosto de ler
um beijinho bem grande e um abraço daqueles de quem ainda sabe dar abraços... (:

12:45 da manhã  
Anonymous MeLaNcIaZiTa said...

o abraço tb é p mim? ;)
pois...há uns tempos atrás teria caido na esparrela de dizer k a tua irmã era mais velha... :P
mas o texto tá lindo e axo k as crianças muitas x têm uma maneira de ver o mundo de uma forma mais simples.... complicamos as coisas para k?.. se calhar apenas para mostrarmos k somos os melhores e mais inteligentes. mas no fundo as respostas das crianças sao as mais correctas....e originais ;)

bjinhos****

2:17 da manhã  
Blogger sofia said...

gostei, sim sr! o menino twix a começar a descobrir a criança k tem dntro d si! =)
knt ao meu blog...pah maybe someday eu volte a postar...:P
bjs e mt axé pa tuh***************

9:53 da manhã  
Anonymous Samu said...

pk será k eh tao dificil para as pessoas aceitarem o pk sim....

em x do pk o sitema Y, do curso X, mexeu c o item Z, para k o acontecimento A tivesse o resultado B!?!?!?!

Kd verdadeiramente kiserem uma resposta honesta as perguntas limitem se a perguntar a uma crianca, k ela dar-vos-a a resposta mais sabia do mundo....


"O Elefante e a Pulga

Roshi Kapleau (um mestre Zen moderno) concordou em falar a um grupo de psicanalistas sobre Zen. Após ser apresentado ao grupo pelo diretor do instituto analítico, o Roshi quietamente sentou-se sobre uma almofada colocada sobre o chão. Um estudante entrou, prostrou-se diante do mestre, e então sentou-se em outra almofada próxima, olhando seu professor.
"O que é Zen?" o estudante perguntou. O Roshi pegou uma banana, descascou-a, e começou a comê-la.
"Isso é tudo? O senhor não pode me dizer nada mais?" o estudante disse.
"Aproxime-se, por favor." O mestre replicou. O estudante moveu-se mais para perto e o Roshi balançou o que restava da banana em frente ao rosto do outro. O estudante fez uma reverência e partiu.
Um segundo estudante levantou-se e dirigiu-se à audiência:
"Vocês todos entenderam?" Quando não houve resposta, o estudante adicionou:
"Vocês acabaram de testemunhar uma completa demonstração do Zen. Alguma questão?"
Após um longo silêncio constrangido, alguém falou.
"Roshi, eu não estou satisfeito com sua demonstração. O senhor nos mostrou algo que eu não tenho certeza de ter compreendido. DEVE existir uma maneira de nos DIZER o que é o Zen!"
"Se você insiste em usar mais palavras," o Roshi replicou, "então Zen é 'um elefante copulando com uma pulga...'"."

Para k complicar akilo k eh tao simples...

PS: kem ler o meu texto e n o entendeu, tentem perceber o significado da ultima frase e tlx lah xegue....

12:14 da manhã  
Anonymous Meri_jOhnny said...

E falando em inocências e em chuvas, a Mati que é uma menina que ainda não tem 7 anos, disse que era muito provável que chovesse no dia a seguir, porque como não tinha chovido naquele dia, a chuva estava toda guardada e tinha que cair...

=P

*'s grandes

10:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home